"Donde me vem esta honra de vir a mim a mãe de meu Senhor?" (Lucas, 43)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
16/10/2014
PROFECIAS - OS ÚLTIMOS PAPAS
 

Exclarecimentos do autor:

"Este artigo havia sido publicado em "Recados Aarão" em 31/03/2003 e atualizado com o acréscimo de novas revelações em 14/10/2014 - Sempre é bom ir relembrando, até porque é impossível que todos estes profetas tenham errado, uma vez que isso apenas corrobora o que está nalguma parte das Sagradas Escrituras. É preciso ir também acompanhando a evolução dos acontecimentos, não se deixando enganar por palavras bonitas, nem por frases de efeito. Tudo está acontecendo como os profetas previram, com espantosa precisão."

Quem estuda as profecias, e busca os sinais dos tempos conforme pedia o próprio Jesus, deve sempre ter em vista a história dos Papas. De fato, a Igreja é o centro de todas as atenções de Deus – e, portanto, das atenções do mundo – e os Papas são para a Igreja um sinal balizador. Ninguém adentrará ao futuro, sem prestar a atenção ao que está dito sobre eles e o que acontece com eles. Também não chegará à verdade, quem não observar o que acontece com o povo judeu! Na Igreja Católica, e no povo santo, estão as balizas que indicam o rumo dos tempos. Para onde eles vão, vai o mundo. E a Igreja, é certamente o coração deste mundo, porque se trata do Coração de Deus aqui entre nós.

Assim, nossos escritos têm sempre apontado para o Papa João Paulo II, como uma chave essencial destes tempos. De fato, apenas depois do Papa Paulo VI é que se começou a falar tão fortemente sobre os tempos finais, ou tempos do fim. Não fim do planeta terra nem da humanidade, mas fim de uma era podre, que culminará com a vitória de Deus. Sobre João Paulo II havia uma indicação antiga dizendo que ele seria o Papa do final dos tempos e quando faleceu ficamos muito preocupados, porque achamos que TUDO terminaria já no mandato dele, mas a Mãe nos disse que, exatamente, ele era uma prova de que estaríamos no fim dos tempos. Já diversas vezes anotamos textos bíblicos que se referem especificamente aos últimos papas, notadamente estes:

1 – Fere o pastor, para que as ovelhas sejam dispersas (Zc 13-7) Algum pastor (um Papa) futuro deve ser ferido, ou seja, expulso de seu mandato, para que exploda a rebelião dentro da Igreja Católica, Apostólica, Romana. Assim, quando este Papa, atual ou futuro sair, a rebelião começa! E o cisma explode!

2 – Porque o mistério da iniquidade já está em ação, esperando apenas o desaparecimento daquele que o detém (II Tess 2, 7). É seguramente um Papa da Igreja Católica quem deve ser afastado para que na Igreja entre o falso papa ou o falso profeta, (Zc 11,16), que já faz parte desta rebelião, conforme você verá nas profecias abaixo.

3 – Vi um ser semelhante ao filho do homem vir sobre as nuvens do céu. Dirigiu-se para o lado do ancião diante de quem foi conduzido. E a Ele foram dados império, glória e realeza... (Dn 7,13-14). É Pedro o ancião que entregará o comando da Igreja Una e Santa para Jesus que retorna em Glória. E haverá um só rebanho e um só pastor! Como nós veremos, este ancião de muitos dias, será o próprio São Pedro – ancião de muitos dias – que retorna já glorificado, para as últimas batalhas contra o anticristo.

Vamos às diferentes profecias atuais, que corroboram ou explicam aquelas! Vamos responder por que o Papa que estamos falando é este e não algum outro que virá com o correr dos tempos.

1 – Garabandal – Norte da Espanha. Aparições de Nossa Senhora para quatro meninas entre 1962-1967. Nossa Senhora falou para as crianças, que após aquele viriam apenas mais três papas e que o último deles prepararia a 2ª  vinda de seu Filho. Fazendo as contas: O Papa daquele tempo (1962) era João XXIII, depois veio Paulo VI, após veio João Paulo I, e agora o terceiro: João Paulo II! Ou seja: Foi João Paulo II quem começou esta preparação da segunda vinda, tanto que num de seus discursos de improviso ele disse: Preparem-se para a Segunda Vinda de Jesus! Aqui é preciso entender bem: Nossa Senhora certamente não quis dizer que haveria APENAS três Papas a partir dali, e sim que o TERCEIRO a seguir começaria a preparação para o Segundo e Glorioso Advento. Bento XVI continuou o trabalho dele, que terminará com o último Papa verdadeiro, que virá no auge da tribulação.

2 – Fátima – Portugal – 1917. Nossa Senhora confirmou às crianças, que Deus suscitaria um papa, a ela consagrado, e que prepararia o retorno Glorioso de Jesus. Ao Padre Gobbi, do Movimento Sacerdotal Mariano, Nossa Senhora afirmou que o Papa consagrado à ela, é João Paulo II. De fato, no dia de sua ordenação sacerdotal ele se consagrou totalmente à Maria, eis porque a frase: Totus Tuo! João Batista também viveu até o fim para ver o término da missão de Jesus.

3 - A história da profecia de São Malaquias:  Segundo conta a história, São Malaquias – da Irlanda – teria tido uma visão ao visitar o Papa em Roma, em 1139, que estava muito preocupado com os problemas da época. Malaquias teria passado a profecia ao Papa Inocêncio II, que se sentiu confortado ao ver que a Igreja ainda tinha muitos anos pela frente. A profecia teria, então, desaparecido e sido reencontrada somente em 1590, para ser publicada cinco anos depois.  Sua profecia  trata de uma lista em latim que descreve a existência de 111 papas desde 1143 até o último, com pequenos nomes latinos atribuídos aos papas.  As últimas seis descrições da lista de São Malaquias são: 

1º - Pastor et Nauta (Pastor e Navegador) (107º)- João XXIII foi pastor de ovelhas quando criança e foi Patriarca da Cidade de Veneza, uma cidade onde é preciso movimentar-se através de pequenos barcos.

2º - Flos Florum (Flor das Flores) (108º)- No simbolismo floral, a flor de lis é considerada a flor das flores, de acordo com A. L. Bocconi. No brasão de Paulo VI havia uma flor de lis e no de sua família, a família Montini, 3 flores de lis.

3º - Medietate Lunae (Lua de Neutralidade) (109º) - Apesar de a expressão ter praticamente sempre sido interpretada como lua média ou meia lua, o sufixo tate indica que o termo é um substantivo abstrato. E apesar de eu não saber quase nada de latim, media pode significar também "neutro". Portanto, entendo que a insígnia: lua de neutralidade faz muito mais sentido. O Papa João Paulo I ficou somente um mês no pontificado, a duração aproximada do ciclo de uma lua. Em tão pouco tempo, naturalmente, não ocorreu nada, tendo sido uma "neutralidade". Significa, portanto, "trinta dias de neutralidade".

4º - De Labore Solis (Trabalho do Sol) (110º) - Esta insígnia já foi interpretada de várias formas. O Papa João Paulo II foi um Papa que viajou muito, como nenhum outro Papa, percorreu o globo várias vezes, como a luz do sol. O Papa é sinônimo de trabalho. Suas constantes viagens demonstraram isso. O Papa veio do leste, de onde nasce o sol.

- De Gloria Olivae (Gloria à Oliveira) (111º) - Diz-se que este Papa converterá muitos judeus, pois a oliveira é o símbolo de Jerusalém. A oliveira é também o símbolo da paz (que virá depois da guerra) e este Papa será um conciliador. Pode estar se referindo ao evento das duas oliveiras, as duas testemunhas do Apocalipse, em um momento que será dado "glória às oliveiras". Pode ainda ser um beneditino (Em 2003 não sabíamos que ele adotaria o nome de Bento).

Depois do nome De Gloria Olivae, a profecia termina com o seguinte trecho: 

6º - “Na perseguição final à  Santa Igreja Romana reinará Pedro o Romano, (112º) que apascentará suas ovelhas entre muitas tribulações, e depois disto, a cidade entre sete montes (Roma) será destruída e o juiz terrível julgará o povo". 

OBS> Na época de João Paulo II (este artigo é de 2003) ainda não podíamos ter certeza do que aconteceria entre o Papa 111 e o 112, porque não tínhamos ideia se o falso profeta que apareceria neste tempo seria contado ou não entre os verdadeiros. Hoje sabemos ali só existe espaço para um antipapa, um falso profeta, que naturalmente não é contado, porque sua eleição não foi anotada do Céu, como São Francisco previu: eleição não canônica.

4 - Catacumbas Romanas (DATA ?): Uma destas duas profecias ficou conhecida como a profecia dos sete leões. Segundo esta profecia, haveria somente mais dois papas, como a de Malaquias. Ela termina assim: "quando o leão duplo rugir, serão fechadas as portas de um tempo". O leão duplo foi interpretado por alguns como Papa com dois nomes. Também previu Bem-aventurado Bernardino de Bustis (1498)  “o verdadeiro Papa será pontífice sem disputa". Ou seja, o último Pedro verdadeiro deve ser nomeado, até porque deve vir do Céu.

5 - Santo Anselmo: Há ainda outras profecias isoladas sobre Papas. Há uma antiga, atribuída a Santo Anselmo (séc. XIII), bispo de Sênium,  que diz algo como: "quando a letra K for adotada no Vaticano, virá desgraça à Itália". Referência ao Papa polonês João Paulo II, Karol Woytilla. De fato seu mandato tem sido alvo de todas as fúrias do inferno, que até mesmo o tentou matar. Não significa que tudo acabaria com este papa, apenas que o processo teve início com ele.

6 - Profecia dos Santos Padres, compilada por Michel Pirus em 1672:  Encontra-se na Biblioteca de Santa Geneviève, carta V. 710:  “A nau de Pedro não será submergida, mas agitada mais do que nunca. O Papa, em uma situação difícil, mudará de lugar com seus cardeais”. (São muitas as profecias que falam de um Papa que terá de fugir do Vaticano, porque o querem matar).

7 - Mago e profeta Merlim (Data ?): “Antes que o nascido em Jerusalém (cristianismo) tenha 20 anos (séculos), o Oriente se inflamará entre o Eufrates e o Nilo e muita gente morrerá. Haverá um Papa que não ousará ficar em Roma. Antes que o Papa morra, nosso Senhor fará com que ele sofra a vergonha de não poder se estabelecer em parte alguma. É necessário que os romanos saibam que este será o sinal de sua destruição".  Disse mais: "Quando a Santa Mãe do Senhor aparecer em vários lugares e quando Pedro tiver dois nomes (João Paulo), será o momento de se preparar, pois a sexta hora está próxima.”  

Observem a questão palestina e rusgas contínuas no Oriente Médio. O rio Eufrates fica naquele país, e é no trecho citado que reside a maioria dos povos palestinos. Acaso aquilo não é um barril de pólvora? Nós vivemos então, já a partir de João Paulo II esta sexta hora. Bento XVI veio apenas complementar o mandato do anterior, tendo em vista que aquela operação feita em João Paulo II, na verdade apressou sua morte. E também não é hoje que, como nunca, a Mãe de Jesus tem aparecido em tantos lugares? Estamos, pois, vivendo já esta sexta hora. Na sétima virá o fim, que muito provavelmente terá como sinal claro, a destruição da Santa Missa. A partir deste crime, o mundo se arrebenta e vem o anticristo.

8 - Profecia atribuída ao anti-papa Nicolau V - (Escolhido papa em 12 de maio de 1328, no lugar de João XII, exilado em Avignon):  “Um dia, dois discípulos (Papas) ocuparão o mesmo trono. Nesta época, as terras serão queimadas por um sol doente e as orações dos dois apóstolos que estarão no mesmo trono, em Roma, não subirão mais aos céus. Durante a doença do sol, o ar também estará doente, como a água assim como o coração do homem.”

Percebam a exatidão desta profecia. Primeiro o fato de dois Papas ocuparem o trono ao mesmo tempo – porque não foi tirado o nome de Papa Bento XVI – que, portanto, continua Papa – e segundo pelo fato deste sol ardente e anômalo que temos enfrentado nos últimos tempos. Ele avisa também que as orações do papa atual não chegam ao Céu – por ele não estar lá ligado – e por isso os elementos da natureza estão em pânico. Todos estes são sinais de que se trata do fim, esta situação que estamos vivendo, não outra futura. E aqui o Céu nos pede: não rezem pelas intenções dele! O atual!

9 - Soror Sofia Maria Gabriel: Haverá dois papas rivais e uma grande crise no Papado e no Vaticano. A Igreja será dividida entre dois bandos. Volto a insistir, esta profecia se refere ao estado atual da Igreja. Não haverá outro caso igual, porque a profecia de São Malaquias é verdadeira, e depois de Bento XVI teremos apenas São Pedro, na batalha final. Ademais é fato que hoje se trava na Igreja uma tremenda batalha entre os Tradicionalistasque somos nós e com muito orgulho – e os modernistas e relativistas, os rebeldes que desejam mudar a Igreja e servem aos propósitos destrutivos de satanás. Por isso vamos explicar bem:

Não restam dúvidas de que há divergências doutrinárias entre os dois Papas atuais. Bento XVI sempre combateu o aborto e a causa gay, mas Francisco acha que a Igreja não se deve ligar a estes  temas. O primeiro sempre declarou o aborto um crime, o segundo diz quem ser ele para condenar uma mulher que aborta. O primeiro sempre foi contra a união de pessoas do mesmo sexo, o segundo diz quem ser ele para condenar duas pessoas que se amam. Estas duas declarações imprudentes, fizeram que Francisco não só recebesse elogios de abortistas e gayzistas, mas que estes grupos tinhosos passassem a não combatê-lo, como faziam furiosamente com o primeiro e continuam fazendo.

Mais: o primeiro sempre combateu o falso ecumenismo relativista, o segundo é fissurado na união de todos os credos. O primeiro diz que somente a Igreja Católica salva, o segundo diz que não existe um Deus católico e que todos os credos têm parte da verdade. O primeiro manteve as Tradições da Igreja, o segundo quebra todos os protocolos. O primeiro é reservado e fala apenas o certo e o necessário, o segundo é um tagarela que vive a dar entrevistas cheias de palavras de duplo sentido. O primeiro jamais errou em questão de doutrina, o segundo nega até Dogmas de fé. O primeiro era combatido e execrado pelos ateus e atoas do mundo inteiro, o segundo é louvado por eles. Por fim, desde o começo a mídia mundial combateu Bento XVI, mas inexplicavelmente Francisco caiu em suas boas graças. Eis a verdade: o mundo louva apenas aqueles que estão distantes de Deus. Vejamos outros profetas...

10 - A Beata Ana Catarina Emmerich, uma religiosa agostiniana alemã, disse em 1820 sobre uma de suas visões: vi uma forte oposição entre dois papas e vi quão funestas serão as consequências da falsa Igreja. Vi que a Igreja de Pedro será sacudida pelo plano de uma seita. Quando estiver próximo o reino do Anticristo, aparecerá uma religião falsa que estará contra a unidade de Deus e de sua Igreja. Isto causará um cisma maior do que qualquer outro já havido no mundo.

De fato, aos poucos se notam claramente os contornos divergentes entre as duas doutrinas, a de Bento XVI e as do Papa atual. Atos de Bento XVI já foram derrubados por Francisco, e embora eles mantenham aparências por civilidade é fato notório que Bento XVI não aprova o que está fazendo o Bispo de Roma. Bento XVI suspendeu a missa neo-catecumenal, este a reativou. Bento XVI sempre combateu a Teologia da Libertação, este aceita visitas das CEBs, este câncer vermelho no interior da Igreja. O que está se projetando é uma religião falsa, ecumenicamente entreguista, ecológica, que visa reunir todos os credos no erro, na mentira, e não mais na Verdade plena de Jesus Cristo. Este será o maior cisma já visto na Igreja, desde todos os tempos. Para mostrar a divergência entre as duas doutrinas, vamos mostrar agora as previsões de um vidente argentino, da terra do atual Papa.

11 - Benjamim Parravicini um vidente argentino, que recebia as revelações em desenhos com pequenos enunciados por escrito disse em 1972: “Chega a nova era! O mundo disfarçado. Máscara perene” na parte superior e “A igreja entregará sua outorga com a renúncia do papado e o novo será jovem de ideias” na parte inferior. Aqui ele prevê a renúncia de um Papa e a chegada de um novo, com novas ideias. Ideias que cumprem os enunciados da Nova Era, a falsa reunião de todos os credos, e levam a um mundo governado por satanás. A máscara significa o lobo vestido de cordeiro.

Noutro desenho consta: “O que? Divergências! O novo Papa será logo de árduas lutas internas. Duas luzes diferentes. Duas verdades, dois problemas. Avançará o confucionismo e, dele, emergirá o inesperado.” Não somente avança o confucionismo, mas principalmente o protestantismo e o maometismo, que têm sido elevados pelo atual Papa, contrariando todos os documentos anteriores da Igreja, desde os séculos emitidos pelos Papas, que proíbem e condenam tal aproximação com hereges, cismáticos e outras religiões.

Noutro ainda: “Roma na miséria, cai em desastre a cidade ducal.... Desorientação no Vaticano. A igreja desmorona, o Papa sairá, mas se popularizará mais tarde. As reformas assustarão os católicos. Os jovens sacerdotes enfrentarão correntes passageiras de poder e dominação. Nova igreja. Novas formas. Conciliábulos em lutas. O amanhã será o regresso às catacumbas.” Este texto mereceria todo um artigo. Ele fala de uma "reforma" que provocará o caos na Igreja e dividirá os católicos, exatamente o que está acontecendo hoje. Observem que ele diz que o verdadeiro Papa sai, mas volta mais tarde, exatamente o que prenunciam outras profecias. Por isso está havendo hoje uma desorientação doutrinal assustadora, porque o povo católico já não sabe a quem seguir.

Mais este: “O papado entra com novas normas. O mal de ontem deixará de sê-lo. A Missa será protestante sem ser e os protestantes serão católicos sem serem. O Papa se afastará do Vaticano em viagens e chegará à América, enquanto a humanidade cairá”. Aqui ele prenuncia a reforma que pretendem fazer na Igreja, que levará a destruição da Santa Missa transformada para agradar os protestantes, neste falso ecumenismo que se agiganta. Lembro que também como a nossa mensagem aqui, está prevista a fuga do Papa Bento XVI, não significando apenas deixar o cargo, mas fugir para longe do Vaticano, vindo parar na América, Brasil inclusive. Esta fuga deve durar um sete meses... Quando ele diz que a humanidade cairá, significa que com o fim da Santa Missa e a entrada da abominação o mundo entrará em colapso. Quanto a isso vejam outra profecia.

12 - Alois Irlmaier (1894-1959) um cristão simples que viveu em Freilassing, Alemanha: E na Itália, a situação está agitada também. Eles matam muitas pessoas e o Papa foge, muitos religiosos serão mortos, muitas igrejas são destruídas. Depois da vitória, um imperador é coroado pelo Papa que fugiu. (...) As leis que trazem morte às crianças (aborto) são inválidas após a limpeza. Haverá paz. Um bom tempo. O Papa, que teve que fugir pelas águas por um longo período volta. Quando as flores florescerem nas campinas, ele voltará e lamentará seus irmãos assassinados.

Veja, aqui ele confirma as profecias ao Cláudio, sobre o afastamento do Papa e também pela consequente existência de dois ao mesmo tempo. Um falso, em Roma, e outro em fuga pelo mundo que, realmente, quando retornar, encontrará Roma queimada, e muitos padres assassinados. Esta perseguição cruel durará sete meses! Muitos falam que já teve mais vezes dois papas, entretanto não veem que estas profecias foram passadas DEPOIS daquelas situações, e nunca houve nada igual a hoje. Tudo se confirma!

13 – São João Bosco também prevê este acontecimento, ele que tinha sonhos proféticos: “De súbito, o Papa cai gravemente ferido. Imediatamente, os que estão com ele o ajudam e o levantam”.  “Uma segunda vez, o Papa é atingido; ele cai de novo e morre. Um grito de júbilo e vitória irrompe dentre os inimigos; de seus navios eleva-se uma indizível zombaria. Mas assim que o Pontífice cai, outro assume  seu lugar. Os pilotos, tendo-se reunido, elegeram outro tão prontamente que, com a notícia da morte do anterior já se apresentam as boas novas da eleição do sucessor“. (Ele pode aqui estar falando de dois papas, não do mesmo)

Aqui é preciso discernimento! Com certeza o primeiro Pedro a ser atingido foi João Paulo II no atentado de 13 de maio de 1980. O segundo infelizmente será Sua Santidade o Papa Bento XVI, sobre o qual muitas profecias anunciam um fim trágico, derramando o seu sangue pela Igreja. Isso levará ao júbilo os inimigos da Igreja, entretanto logo em seu lugar aparece o próprio São Pedro, que comandará a Igreja no embate final contra o inferno enfurecido. Digo que não pode ser um homem comum, somente alguém já transfigurado, pois está dito que este último Pedro enfrentará de peito aberto o anticristo, e não o temerá.

Em outros dos seus sonhos proféticos: “Quatrocentos dias após o mês das flores que terá duas luas cheias, a revolução será proclamada na Itália. Duzentos dias depois, o Papa será obrigado a deixar Roma e andará errante durante cem dias, depois do que regressará à sua capital e cantará em São Pedro o Te Deum de Salvação”.

Mais:... “Naquele momento, viu-se uma multidão de homens, mulheres, velhos, crianças, monges, monjas e sacerdotes, tendo à frente o Santo Padre, sair do Vaticano ordenando-se como se fosse uma procissão. ... Nesse meio tempo, chegou-se a uma pequena praça coberta de mortos e feridos, vários dos quais pediam conforto insistentemente.  Depois de ter caminhado por um espaço correspondente a duzentos nasceres do sol, cada um percebeu que não estava mais em Roma. ... Depois, quando pôs os pés na cidade santa, começou a chorar ante a aflição demonstrada pelos cidadãos, muitos dos quais haviam morrido. De volta a São Pedro, cantou o Te Deum ... As cidades, as vilas, os campos tinham sua população bastante diminuída. A terra estava pisada como se tivesse passado um furacão, um temporal, o granizo, e as pessoas iam umas ao encontro das outras dizendo com a alma comovida: Est Deus in Israel. Do início do exílio até o Te Deum, o sol levantou-se duzentas vezes. Todo o tempo que passou durante a realização desses fatos corresponde a quatrocentos surgires do sol”.

14 - Catacumbas Romanas (DATA ?): O Grande Pontífice será restabelecido pelo Grande Monarca (...) Haverá uma grande reforma em toda a Igreja de Deus e naqueles que levam a túnica e a tonsura. E será destruída a seita de Maomé”.  Li algures que ao próprio Maomé, que viveu no século VII, são atribuídas algumas profecias que parecem reais. Sobre o islamismo, cujo símbolo é uma lua, Maomé profetizou:  "O Islã durará enquanto o homem não colocar o pé sobre a lua".  Está, então, próximo o fim do Islamismo, fato que é profetizado também por inúmeros outros profetas através dos tempos. Eles acabarão, porque morrerão em parte e parte se converterá ao catolicismo. Mas lembro que aqui a profecia se refere a verdadeira reforma final, não a esta que se está promovendo agora.

15 - Monge de Pádua - foram publicadas pela primeira vez em Veneza em 1527: "Homem de grande humanidade que fala francês" João XXIII (Papa de 1958 a 1963). Ele falava francês e foi núncio apostólico em Paris antes de se tornar patriarca de Veneza, além de ter sido um homem de grande humanidade. Iniciou seu pontificado visitando prisioneiros em Roma e os pobres nos hospitais. Neste tempo: "A sombra do Anticristo começará a obscurecer a Cidade Eterna"  Paulo VI (Papa de 1963 a 1978).

Foi pela época do Concílio Vaticano II, que a besta percebeu nele um momento ímpar para adentrar na Igreja Católica, modificando a doutrina a partir daquele evento. Consta daquela época o maior número de filiações de cardeais e bispos à maçonaria, conforme a lista de bispos maçons divulgada pelo jornalista Mino Pecorelli.  Em um discurso em 7 de dezembro de 1968, o Papa Paulo VI disse que "a fumaça de Satanás" tinha penetrado na Igreja por alguma fenda.  E isso se deu através do Concílio Vaticano II.

Também disse o Monge de Pádua: "O pastor da laguna; seu reinado será tão rápido como a passagem de uma estrela cadente."  João Paulo I faleceu um mês depois de sua eleição em 1978.  E mais: "Virá de longe e manchará a pedra com seu sangue". O Papa João Paulo II vem da Polônia (a grande maioria dos Papas é italiano) e a pedra (Igreja) manchada com seu sangue, significa não o sangue dele, mas sim o dos milhares de mártires da fé que haverá neste tempo de perseguição e provação final da Igreja.

Consta que também Padre Pio profetizou ao então Bispo Karol Wojtyla: Um dia sereis Papa e vosso mandato terminará em sangue.  Idem: "Semeador de paz e de esperança em um mundo que vive suas últimas esperanças". 

E mais: "Ele chegará à Roma de uma terra distante para encontrar tribulação e morte".  Estas colocações do monge de Pádua se encaixam perfeitamente ao perfil de João Paulo II, pois tais coisas aconteceram em seu mandado. Nenhum outro, como ele, foi semeador da Paz. E continuou sendo, como prova a crise do Iraque onde ele interveio com firmeza. Cita também o antipapa, que expulsa Pedro e toma o seu lugar no trono por alguns meses. Este poderá até ser assassinado pelo Anticristo, em uma época que será marcada pelas perseguições finais aos cristãos e o fim da Igreja Católica como instituição, poucos anos antes do "segundo advento". (OBS: esta afirmação que fiz consta inalterada da versão de 2003).

16 - Madre de Bourg (1857):  Deus colocará sobre o trono um rei exemplar, um rei cristão. O filho de São Louis amará a religião, a bondade, a justiça. O Senhor lhe dará a luz, a sabedoria e o poder. Ele próprio o preparou por muito tempo e o fez passar pelas provações de dificuldades e de sofrimento, mas ele o convocará do exílio. Ele, o Senhor, o tomará pela mão, e no dia fixado, ele subirá ao trono. Seu destino é reparar e reconstituir, então a religião consolada reflorescerá e todos os povos abençoarão o reino do Príncipe determinado por Deus, mas, em seguida, o mal retornará e durará até o fim dos tempos. A luz do Alto não me revelou os últimos acontecimentos do mundo, dos quais fala o Apocalipse." Fala de um papa que irá para o exílio, como outros também preveem.

17 - Bem-aventurado Bernardino de Bustis (1498): “Um certo rei poderosíssimo virá próximo da época do Anticristo e se colocará em luta com a Igreja Romana, o que ocasionará muitas tribulações e em seu tempo haverá um cisma na Igreja de Deus na criação do papa, porque surgirão outros, entre os quais haverá um que será eleito (...) Mas, no fim, o falso papa terminará de maneira má e o verdadeiro será pontífice sem disputa". Basta ir então acompanhando os eventos futuros para se comprovar isso, coisa que já é predita também por outros profetas atuais. Fala aqui de um falso papa, que virá neste entremeio.

14 – Irmã Elena Leonardi – Discípula de Frei Pio (DATA?): O Santo Padre, Meu vigário, corre graves perigos. Ele está rodeado pelo Franco-Maçonaria. Satanás marcha entre bispos, prelados, leigos e cardeais. Entre eles há uma mudança diabólica e eles dão escândalo às outras nações... Maçonaria nas igrejas; prelados sem dignidade ... cardeais e bispos se atritarão com o Papa. .. é tempo do Apocalipse. Perfeita alusão ao nosso tempo, e a tremenda disputa pelo poder que se trava hoje dentro do Vaticano. Tudo vai se confirmando. Veja o que nossos santos disseram:

15 – São Francisco de Assis, falou assim para seus confrades - Os demônios terão um poder fora do usual; a imaculada pureza de nossa Ordem, e de outras, será tão obscurecida, que haverá bem poucos Cristãos que obedecerão ao verdadeiro Soberano Pontífice e à Igreja Romana com corações leais e caridade perfeita. Nos tempos desta tribulação, um homem não canonicamente eleito será elevado ao Pontificado, que, com sua astúcia, empenhar-se-á em levar muitos ao erro e à morte. Alguns pregadores manterão silêncio sobre a verdade, e outros a calcarão aos pés e a negarão. A santidade de vida será desprezada até pelos que exteriormente a professam, pois naqueles dias Nosso Senhor Jesus Cristo lhes mandará não um verdadeiro pastor, mas um destruidor. (Atenção para esta última palavra)

Para terminar recolocamos uma mensagem muito explicativa passada ao Cláudio em 17/11/00. Ela resume praticamente tudo o que os outros profetas já disseram.

"Paz! Filhinhos, realmente tudo está próximo!

Eis como acontecerá: tirarão Pedro do poder! Nosso Pedro! O Pedro que eu escolhi para os últimos dias. E sua nau singrará os mares bravios... e ninguém estenderá os braços.

Só e desgovernada, a nau navega os ventos tempestuosos e as correntes bravias. Mas é Pedro, a “minha Igreja”. Navega sem rumo, sem direção, às escondidas... Mas é Pedro, a minha Igreja! E aporta finalmente no continente amigo. É Pedro, a minha igreja... e ali faz morada.

Mas é procurada, é perseguida. E Pedro, a minha Igreja, luta bravamente, se sujeita ainda à mais maus tratos, mas não sucumbe. É Pedro, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.

Sete meses dura seu martírio! Martírio da minha Igreja! Sete meses de horror, lutas, guerras horrendas, massacres, martírios. É a minha Igreja combatendo os infernos! É Pedro firme no seu leme. Sete meses intermináveis para muitos, mas curtos, muitíssimo curtos para milhões. Dores, angustias, cadáveres, choro, tristeza, ódio, ódio, ódio...

É minha Igreja presente na luta, na batalha, ora aqui, ora ali. E milhares de seguidores pelo mundo afora, testemunhando-a, morrendo por ela.

É o inferno tentando corrompê-la e destruí-la. É o rugido aterrorizante do inimigo, a urrar de porta em porta. É o caos! É o mundo em revolta. É o terror! É o medo! E milhões sucumbirão...

É o sangue! Os mártires caindo por terra, por amor! Amor à Eucaristia! Amor ao Amor maior! Serão corações gritando amor!

É o inimigo marcando a vida!... Está próximo, muito próximo!

E Pedro luta desesperadamente. Bravamente! A energia lhe vem do Espírito Santo. A energia que os homens lhe negaram lhe é agora inserida com força maior pelo Espírito Santo. É Pedro lutando! É o Céu se abrindo!

É o inferno em desespero! E milhões cairão... e corpos aos montes sobrarão!

E Pedro segue, luta e vence! Sete meses... a batalha final... a guerra termina... o astro já machucou a terra... e sobrou a Igreja!

E Pedro é vencedor! E entrega finalmente as chaves ao céu! Celebra o último mistério e instala com Jesus, o Novo Reino! É vencedor! E gloriosamente é arrebatado, mostrando os caminhos do Novo Reino aos seus filhinhos, à sua Igreja!  casa de Israel ressuscita*, e de mãos dadas segue junto, ao Reino que para todos o Pai preparou.

Portanto, filhinhos, tudo está próximo. Olhai o Papa! Olhai João Paulo II, o Santo Papa, e, quando virdes sua nau sair por mares desertos, contai sete meses... e tudo acabará. E experimentareis, vós, os filhos da luz, o Novo Reino... para sempre!

É necessária a luta, o amor, a guerra, a perseverança, a fé! É necessário o martírio! E vós, alguns de vós, estais convidados a receber esta coroa gloriosa do martírio.

Eis que Jesus vem! Eis que o Pai fará novas todas as coisas (Is 65 17-24).(...)

E a vós todos que caminhais comigo, não tenhais medo! Eu vos tenho seguros, e vos protejo! Maria, Mãe do Universo!   Sim, Minha Igreja... e de Jesus! Amém!"

* Significa: O povo judeu se converte e aceita Jesus como o Messias!

Cremos, assim, que o leitor entendeu que todas as profecias sobre os últimos papas, convergem para o que tem acontecido na Igreja, especialmente a partir do Papa João Paulo II, aquele escolhido por Deus para preparar o Segundo Advento. A partir do texto inicial de 2003, já ficou esclarecida a questão entre os papas 111 e 112 da profecia de São Malaquias, e fica evidente que todas as situações denunciadas por estes profetas convergem para a situação atual da Igreja. Devemos estar de olhos e ouvidos atentos para tudo o que está acontecendo, não nos deixando iludir por palavras doces, porque elas podem conter veneno. Toda palavra que agrada ao mundo, agrada também ao diabo.

O nosso pedido, então, é de orações, muitas orações para este santo homem, a fim de que ele cumpra fielmente até o seu termo a missão que Deus tem para ele. O Céu tem pedido insistentemente em todo mundo que tenhamos atenção para as Sagradas Escrituras, e neste sentido ninguém deve aceitar a troca de sua velha Bíblia por uma nova, nem o velho e Santo Catecismo de João Paulo II – ou aquele resumido por Bento XVI – por um novo, cheio de modificações e de novas e modernas interpretações. Deus não mudou, sua Palavra é Eterna. Nada do que nos foi legado pela Igreja Católica Apostólica Romana, até  a permanência de Sua Santidade o Papa Bento XVI, nada, absolutamente NADA, pode ser mudando. A Igreja precisa de ORAÇÃO, não de reforma! Ou o homem cai de joelhos diante de Deus e tudo muda para o bem, ou cai de joelhos diante do diabo e morre.

O Rosário é a grande arma contra os hereges! E contra os perseguidores e os demolidores da Igreja! Cuidado com os lobos vestidos em pele de cordeiro, eles são capazes de enganar até os eleitos. Aarão!

 ____________________

Fonte: "Recados do Aarão" em 14/10/2014.

.........................

 

 
 
 

Artigo Visto: 1810 - Impresso: 36 - Enviado: 10

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão deste que sempre sejam citados a fonte www.totustuusmariae.com.br

 

 
     
 
Visitas Únicas Hoje: 188 - Total Visitas Únicas: 263957 - Usuários online: 12