"Donde me vem esta honra de vir a mim a mãe de meu Senhor?" (Lucas, 43)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
05/02/2017
Indulgências
É a remissão - total ou parcial - da pena temporal devida pelos pecados já perdoados...
 

Confissão Penitencia Indulgência

Pe. Rômulo Candido, C.SS.R

Em séculos passados era mais difícil conseguir uma Indulgência. O cristão precisava viajar meses até a cidade de Jerusalém, na Palestina, ou até um Santuário dedicado a algum Santo.

Eles faziam essa penitência para pagar por pecados graves que tinham cometido. Com o correr do tempo, a Igreja abrandou e facilitou a penitência. Hoje, no confessionário, o padre pede para se rezar alguns Pai-Nossos e algumas Ave-Marias.

Podemos comparar a Indulgência a um Banco, onde há um rico depósito de milhões. Essa riqueza são os méritos dos santos. A Igreja oferece esse tesouro a todos os cristãos, para pagar por seus pecados e dos falecidos. As condições para se ganhar a Indulgência são sempre as mesmas: confissão dos pecados, comunhão, algumas orações (Credo, Pai Nosso, Ave Maria, oração pelo Papa). A confissão e comunhão podem ser o que se costuma fazer no mês.

As pessoas doentes ou impossibilitadas de saírem de casa também podiam lucrar a indulgência, em casa, fazendo algum ato de piedade, algumas orações à sua escolha.
Não compete a qualquer um estabelecer as condições da indulgência. Isso é atribuição da Igreja e do Papa.

Mas para seu consolo, existem outras formas de se ganhar indulgência plenária, com outros atos de devoção, além dos tempos especiais de Jubileus.
Ganha-se Indulgência Plenária:

  • Recitando o terço numa igreja ou capela, ou um grupo de pessoas em família.
  • Fazendo a leitura da Bíblia por meia hora.
  • Fazendo o exercício da Via Sacra numa igreja, percorrendo as 14 estações.
  • Fazendo a leitura da Paixão e Morte de Jesus Cristo, por 15 minutos, (se não puder fazer a Via Sacra).
  • Fazendo a Renovação das Promessas do Batismo, na data do próprio Batismo. Pode-se usar qualquer fórmula.
  • Visita e adoração ao Santíssimo por meia hora.
  • Participação na Primeira Comunhão de crianças.
  • Visita à igreja paroquial, no dia do Padroeiro.
  • No dia de Finados. 2 de Novembro:Visita a uma igreja, reza de um Creio. Pai Nosso, confissão e comunhão (do mês), oração pelo Papa (pode ser Pai Nosso, Ave Maria, ou qualquer outra oração).

Além disso, pode-se lucrar indulgência plenária desde o dia 1° até dia 8 de Novembro. Condições: visita a um cemitério, rezar pelos falecidos, oração pelo Papa, confissão e comunhão mensal.

A participação na Missa também pode ser considerada uma Indulgência Plenária. A Missa é a renovação do Sacrifício da Cruz. Na Missa nós estamos aos pés da Cruz como a Mãe de Jesus, São João e Maria Madalena. O Catecismo da Igreja Católica fala que "A missa renova e torna presente todo o mistério de Cristo, desde sua Encarnação, até sua Paixão, Morte, Ressurreição e Ascensão aos céus." Quem acompanha Jesus Cristo em toda sua vida, é contemporâneo de seus milagres e suas pregações, será que não está recebendo muito mais que uma Indulgência Plenária?

Aproveite essas oportunidades e divulgue entre seus conhecidos. Temos uma imensa riqueza, e nem sempre aproveitamos.
_____________________
Autor: Pe. Rômulo Candido, C.SS.R.
Fonte: Revista de Aparecida

Veja também:

 

 

 

 
 
 

Artigo Visto: 344 - Impresso: 6 - Enviado: 4

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão deste que sempre sejam citados a fonte www.totustuusmariae.com.br

 

 
     
 
Visitas Únicas Hoje: 139 - Total Visitas Únicas: 290289 - Usuários online: 10