"Donde me vem esta honra de vir a mim a mãe de meu Senhor?" (Lucas, 43)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
23/02/2012
O Testamento Espiritual do Pe. Stefano Gobbi
Aceito a morte como e quando o Senhor quiser, repetindo no Coração Imaculado de Maria o meu Sim à Vontade Divina
 
Queridos amigos,
No dia 29 de junho de 2011, na última quarta feira, Festa de São Pedro e São Paulo, as 15 hrs, faleceu no hospital em Milão, o nosso querido Pe. Gobbi!
 
Pe. Gobbi
Tive a graça de encontrar-me com ele dia 19/junho, antes dele ser internado no hospital e de falar com ele quando estava internado. Na quarta-feira dia 22/junho, ele me disse ” Nossa Senhora vai vir me buscar para me levar ao céu, assim como Ela veio buscar a Jacinta de Fátima, que morreu sozinha no hospital”. Todos acreditávamos no milagre, que ele sairia bem, mas a sua hora chegou e como ele escreveu na sua circular de 01/Jan/2011…”Mas este ano aconteceu um fato extraordinário: dia 12 de Maio aqui na Cova da Iria, diante de Ti, o Santo Padre Bento XVl consagrou ao teu Coração Imaculado a todos os Sacerdotes do mundo. Então, com esta consagração, parece quase que a minha missão tenha terminado e o meu caminho tenha acabado.”
 
Agora que todos estamos consagrados ao Coração Imaculado de Maria, se inicia para todos nós, um novo itinerário mais importante: o de viver a consagração! O Pe. Gobbi pode agora nos ajudar ainda mais a viver essa consagração como Jesus e Nossa Senhora querem.
 
Seu corpo foi levado para Collevalenza (perto de Assis-Itália) onde estávamos reunidos em uma semana de exercícios espirituais com 300 Sacerdotes e Bispos do Movimento Sacerdotal Mariano do mundo inteiro.
 
Celebrou a missa de corpo presente o Cardeal Ivan Dias, membro do Movimento Sacerdotal Mariano desde 1.974! Ele nos falou na homilia da clara atuação da Divina Providência, ao permitir que o seu falecimento ocorresse na festa do Papa, festa de São Pedro e São Paulo, no meio do nosso retiro anual, onde todos puderam juntos rezar por ele, com tanta intensidade e amor. No dia seguinte ele teve um encontro com o Santo Padre que ao saber da notícia disse “Ele foi direto para o céu”, o que nos deu grande alegria e consolação!
 
Agora todos nos perguntamos, o que fazer sem o Pe. Gobbi entre nós?
 
Devemos continuar a fazer os nossos cenáculos e viver a consagração ao Coração Imaculado de Maria, como Nossa Senhora nos ensina no livro azul “Aos Sacerdotes, Filhos Prediletos de Nossa Senhora”, para que possamos ser os instrumentos do triunfo do Seu Coração Imaculado no mundo, como Ela tanto deseja!
 
Como nos orientou o Pe. Gobbi na sua Circular de 01/01/2011:
 
A meta a que conduz o caminho da consagração vivida ao Coração Imaculado de Maria é a de conseguir amar Jesus com o seu ardor, a imitá-lo com a sua fidelidade e a revivê-lo passando através do caminho do seu amor materno”.
 
Desta maneira Jesus pode viver em cada um de nós e a força do seu divino Amor nos consuma em uma perfeita unidade. Então se realiza o mistério da nossa identificação com Ele.
 
O meu corpo no teu Corpo; o meu sangue no teu Sangue; a minha alma na tua Alma; o meu espírito no teu Espírito; o meu coração no teu Coração; a minha mente na tua Mente; a minha inteligência na tua Inteligência; a minha vontade na tua Vontade; a minha liberdade na tua Liberdade.
 
Para cada um de nós se cumpre a mesma experiência feita por São Paulo: ” Para mim o viver é Cristo e morrer é lucro, porque vou para ficar com Ele”(Filipenses 1, 21).”
 
(Carta circular do Pe Gobbi de 1/1/2011).
 
O Pe. Gobbi foi para ficar com Jesus por toda a eternidade, mas antes nos deixou o seu testamento espiritual, que é belíssimo:
 
“Meu Testamento Espiritual
 
Ave Maria
 
Milão, 1/Janeiro/2011
 
Primeiro sábado do mês e do ano
 
Aceito a morte como e quando o Senhor quiser, repetindo no Coração Imaculado de Maria o meu Sim à Vontade Divina.
 
Deixo como meu testamento espiritual tudo o que está escrito no livro “Aos Sacerdotes filhos prediletos de Nossa Senhora”, e atesto que as mensagens lá contidas foram recebidas por mim sob forma de locuções interiores.
 
Em espírito de agradecimento ao Senhor e a Nossa Senhora, depois da Santa Missa, peço que todos cantem o Magnificat…
 
Peço um funeral muito simples: no lugar das flores, peço que se façam obras de caridade. Desejo ser sepultado em Dongo, no Santuário de Nossa Senhora das Lágrimas, aos pés do altar do Crucifixo. Se isso não fosse possível, peço uma sepultura provisória na capela do clero no cemitério de Dongo.
 
Como lhe consagrei cada momento da minha vida, assim consagro ao Coração Imaculado de Maria o momento da minha passagem da terra ao céu e do tempo para a eternidade.
 
Agradeço a todos pelo bem recebido. Peço perdão a quem eu tivesse involuntariamente ofendido.
 
A todos os membros do Movimento Sacerdotal Mariano e do Movimento Mariano, prometo uma minha especial proteção e uma ajuda particular do Paraíso, onde confio entrar pela misericórdia do Senhor e com a ajuda da vossa oração.
 
Saúdo-vos na espera de encontrá-los todos sob o manto glorioso da Rainha de todos os Santos e abençôo-vos em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amem.
 
O Sacerdote, Padre Stefano Gobbi”.
 
Portanto devemos continuar a fazer os nossos cenáculos, especialmente os familiares, com entusiasmo e alegria, sabendo que Jesus e Nossa Senhora vão estar sempre ao nosso lado e o nosso querido Pe. Gobbi sempre intercedendo por nós como ele prometeu no seu testamento espiritual!
 
Unidos em oração nos Corações de Jesus e Maria,
 
Texto de: Otavio Piva de Albuquerque
 

 

 

 

 
 
 

Artigo Visto: 1476 - Impresso: 45 - Enviado: 27

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão deste que sempre sejam citados a fonte www.totustuusmariae.com.br

 

 
     
 
Visitas Únicas Hoje: 160 - Total Visitas Únicas: 290310 - Usuários online: 13