"Donde me vem esta honra de vir a mim a mãe de meu Senhor?" (Lucas, 43)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
31/01/2017
As Profecias e Revelações de Jesus a Santa Brígida da Suécia - Livro 1 - Capítulo VI
Senhor, Tu nos redimistes, louvado sejas por Tua amarga Paixão!
 

Santa Brígida da Suécia

Palavras de Cristo à sua esposa sobre como seu Espírito não pode morar nos malvados;

sobre a separação dos bons e perversos e o envio dos bons, armados com armas espirituais, à guerra contra o mundo.

LIVRO 1

                                                         CAPÍTULO 6

Meus inimigos são como os mais selvagens animais, que nunca podem estar satisfeitos nem permanecer em calma. Seu coração está tão vazio de Meu amor que o pensamento da Minha Paixão nunca os penetra. Nem sequer uma vez, desde o mais íntimo de seu coração, tem saído uma palavra como esta: ”Senhor, Tu nos redimistes, louvado sejas por Tua amarga Paixão!” Como pode viver o Meu Espírito em pessoas que não sentem o divino amor por Mim, pessoas que estão desejando trair a outros para conseguir seu próprio benefício?

Seu coração está cheio de vermes vis, ou seja, cheio de paixões mundanas. O demônio deixou seus excrementos em suas bocas e por isso não têm gosto pelas minhas palavras. Por isso, com Meu serrote os cortarei para apartá-los de Meus amigos.
 
Não há forma pior de morrer do que sob a serra. Igualmente não haverá castigo que eles não compartilhem: serão serrados em dois pelo demônio e separados de Mim. Vejo-os tão odiosos que todos os que aderirem a eles, se separarão de Mim.

Por esta razão, estou enviando Meus amigos para que eles separem os demônios de Meus membros, já que os demônios são Meus verdadeiros inimigos. Eu os envio como nobres soldados à batalha. Todo aquele que mortifique sua carne e se abstenha do ilícito é Meu verdadeiro soldado. Como lança levarão as palavras de Minha boca e em suas mãos brandirão a espada da fé; em seu peito estará a couraça do amor para que,  aconteça  o  que  acontecer  não  deixem  de  Me  amar.  Devem  ter  o  escudo  da paciência em suas costas, de forma que suportem tudo com paciência. Tenho-os entesourados como ouro num estojo: agora devem sair e andar em Meus caminhos.

Segundo os desígnios da justiça, Eu não poderia entrar na glória de minha majestade sem suportar tribulação na Minha Natureza Humana. Portanto, como entrarão eles? Se seu Senhor sofreu, não é de estranhar que eles também tenham de sofrer. Se seu Senhor suportou chicotadas, não será para eles grande coisa o suportar palavras. Não hão de temer porque nunca os abandonarei. Da mesma forma que é impossível para  o  demônio  entrar  no  coração  de  Deus  e  dividi-lo,  igualmente  será  impossível separá-los de Mim. E como, diante de Meus olhos são ouro puríssimo, pois foram testados com um pouco de fogo, não os abandonarei: é para sua maior recompensa.

______________________

 

 
 
 

Artigo Visto: 145 - Impresso: 4 - Enviado: 5

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão deste que sempre sejam citados a fonte www.totustuusmariae.com.br

 

 
     
 
Visitas Únicas Hoje: 135 - Total Visitas Únicas: 250753 - Usuários online: 15