"Donde me vem esta honra de vir a mim a mãe de meu Senhor?" (Lucas, 43)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
12/06/2012
Projeto Haarp – O homem querendo tomar o lugar de Deus
 
A maioria das pessoas nunca ouviu falar do HAARP (High Frequency Active Auroral Research Program, ou, em bom Português, Programa de Investigação de Aurora Ativa de Alta Frequência). É o acrônimo de um nome grande e complexo, e sua real aplicação é mais complexa ainda.
  
O que é isso? Existe mesmo?
Sim existe, aqui você encontra as informações oficiais sobre ele:  Segundo o site oficial, "HAARP é um empreendimento científico que visa estudar as propriedades eo comportamento da ionosfera, com particular ênfase para sermos capazes de compreender e utilizá-lo para melhorar a comunicação e sistemas de vigilância e de defesa civil de ambos os fins."
 
Qual o objetivo?
 
Segundo o site oficial: "O objetivo deste programa é fazer avançar ainda mais o nosso conhecimento da física e propriedades elétricas da ionosfera da Terra, que pode afetar nossa comunicação militar e civil e sistemas de navegação".
 
Sinceramente, peço a um dos nosso repórteres que tenha um conhecimento mais apurado sobre esse lado físico, do efeito que esse projeto pode causar, possa nos dizer com mais propriedade.
 
De ante mão, o que posso fazer é pesquisar, mesmo sem entender muito. Mas segundos muitos sites, alguns conspiracionistas, outros não, esse projeto pode ter outras utilidades. Afirmam inclusive que são realizados outros testes, outras aplicações como guerra eletrônica.
 
O HAARP utiliza uma tecnologia de ondas de rádio super-potentes, concentradas num raio e aquecendo zonas da ionosfera, as ondas eletromagnéticas regressão então à superfície terrestre penetrando em tudo (seres vivos ou não).
Funciona mais ou menos como se fosse um aquecedor ionosférico.
 
E o que é essa tal de Ionosfera? E qual sua relevância?
A ionosfera se localiza entre sessenta e mil quilômetros de altitude, é composta de íons, plasma ionosférico, e, devido à sua composição, reflete ondas de rádio até aproximadamente 30 MHz.
 
Então, o HAARP pode, através de ondas de rádio, modificar a composição atual de certa região da atmosfera, dar-lhes uma predominância maior, por exemplo poderiam ampliar artificialmente as concentrações de ozônio, de nitrogênio e mais gases.
 
As emissões de alta freqüência do HAARP podem causar danos desconhecidos e gravíssimos na ionosfera, e no campo magnético terrestre.
 
Por meio dessas antenas Haarp ( 36 no total ) podem transmitir bilhões de watts de energia para a atmosfera, fazem ferver a ionosfera transformando-a numa “antena”, e enviam reflexos de volta para a Terra. Enviam para o alto ondas ELF, de freqüência ultra baixa, mas elas regressam em ondsa longas, podem posteriormente enviar enormes quantidades de energia para onde queiram.
Em breve tencionam aumentar o número de antenas, chegando às 360.
 
Então o que isso pode fazer?
 1.Influenciar o comportamento humano
 através de ondas de interferências magnéticas (Emi Electro magnetic interference)
 2.Desabilitar equipamentos de comunicação eletrônicos
 utilizando pulsos eletromagnéticos (milhares de uma vez só)
 3.Causar terremotos
 usando frequencias de som que causem ressonância nas placas tectônicas
 
E tem mais…
 
Alguns projetos semelhantes são o Skyfire (fogo do céu) e Stormfury ( fúria de tempestuosa ), manipulaçãode furacões e de relâmpagos.
 
O projeto Stormfury é bem real, os mais cépticos podem ver no site do NOAA ( National Oceanic and Atimospheric Administration): uma imagem, aplicação do stormfury durante um tornado.
Dorothy (ano de 1970) 21 de Agosto, Caribbean Sea.
Eles podem dizer que tentarão deter ciclones, mas será que não se sentirão tentados a fazer o oposto? A controlar ciclones?
______________
 
 
 

Artigo Visto: 1323 - Impresso: 42 - Enviado: 13

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão deste que sempre sejam citados a fonte www.totustuusmariae.com.br

 

 
     
 
Visitas Únicas Hoje: 147 - Total Visitas Únicas: 277756 - Usuários online: 6