Totus Tuus Mariae




Vida dos Santos
  • Voltar






09/05/2012
São Bernardino de Sena
Sua festa é celebrada no dia 20 de maio



Nasceu em Massa perto de Siena, Toscana, Itália em 8 de setembro de 1380 e morreu em Áquila em 20 de Maio de 1444 , foi canonizado pelo Papa Nicolau V em 1450.
Filho do governador de Massa, Bernardino foi colocado aos cuidados de uma tia após a mote de seus pais em 1386. Ela proveu a sua educação e com 17 anos ele entrou para a congregação de Nossa Senhora em Siena.
Quando a praga atingiu Siena em 1400, Bernardino ofereceu para tomar conta do hospital e sua generosidade, coragem e piedade fizeram dele um herói. Ele também juntou 12 amigos que arriscaram suas vidas para ajudarem com os doentes. Durante os meses mais pestilentos Bernardino organizou um serviço de resgate e trabalhou sem descanso e milagrosamente não contraiu a peste. Vários de seus companheiro morreram ao contraírem a doença e algumas fontes dizem que ele também a contraiu mas conseguiu milagrosamente se salvar. Ele ainda cuidava da sua tia cega e até ela falecer aos 90 anos.
Certa vez orando em frente ao crucifixo, teve uma visão, igual de São Francisco de Assis, na qual o Jesus descia da cruz e vinha ao seu encontro nú, e com todas as dores e chagas.
Ele não pode resistir ao apelo que viu nos olhos de Jesus e deu tudo que tinha e tomou o hábito em 8 de setembro de 1402 e entrou para um Mosteiro Franciscano em Clomaio perto de Siena. Em setembro de 1804 ele foi ordenado e mudou-se para Florença. Nos 12 anos seguintes ele pregou sem cessar. Em Milão em setembro 1 de 1417 ele fez o seu primeiro sermão em uma igreja e sua eloquência e fervor atraíram uma multidão tão grande que teve de fazer o sermão de fora da igreja.
O povo fez ele prometer que voltaria no ano seguinte, antes de deixarem que ele fosse pregar na Lombardia. Ele cobriu metade da Itália, geralmente a pé pregando duas a três horas por dia e freqüentemente dando vários sermões em um só dia geralmente em um púlpito fora da igreja porque as multidões eram tão grande que não cabiam nas igrejas.
Ele atacava a usura de forma feroz e denunciava os governantes e os poderosos. Por outro lado, ele não tinha nenhuma característica comum da época, como acreditar em bruxarias e em nas hostilidades contra Jesus.
Certa vez um jogador profissional reclamou que Bernardino havia acabado com o seu ganha pão pois ninguém mais na cidade queria jogar e Bernardino deu a ele um novo oficio: fazer cartas com as iniciais IHS e elas foram todas vendidas na maior facilidade.
Alguns de seu sermões foram criticados na Universidade de Bolonha pela sua controvérsia e deu a ele algum problema durante 8 anos até que tudo terminou a seu favor. Os seu detratores o acusaram de encorajar praticas supersticiosas. Eles disseram que ele carregava com ele um cartão com o nome de Jesus escrito no cartão e quando ele encontrava um pecador ele mostrava o cartão ao pecador e do cartão saía raios de luz. O denunciaram ao Papa Martinho V. Ele foi absolvido das acusações depois de examinado a sua doutrina e conduta. A luz do seu cartão com as inicias IHS, podia ser uma visão de seu devotado espirito e paixão que tinha por Jesus, que eram transmitido ao pecador. O Papa Marinho V ficou tão impressionado que ofereceu a ele um bispado em Siena em 1427, mas ele agradeceu. Em 1428 ele se tornou o Vigário Geral dos Frades da Ordem da Estrita Observância. Ele reformou as regras envolvendo os frades, pregadores e professores e muitos conventos passaram da Comum para a Estrita Observância. De fato o número de frade passou de 300 para 4000 e os quando os frades evitavam os escolares como sendo ricos, Bernardino forçou que ele fossem aceitos como instrutores de teologia e lei canônica, como parte dos currículos regulares.
Em 1430 ele escreveu trabalhos teológicos em Latin e em Italiano e que cobriam os principais itens doutrinários e morais da Cristianismo além do seu (1) "Tratado da Santa Virgem". Ele fundou Colégios de teologia em Perugia e Monterido.
Em 1442 ele obteve permissão para renunciar os seu oficio e assistir o Consilho de Florença onde deu importantes contribuições teológicas. Mesmo com a saúde abalada, Bernardino insistiu um uma ultima jornada missionária. Começou em Massa em 1444 onde ele pregou por 50 dias consecutivos Embora estivesse morrendo ainda foi para Nápoles onde pregou, e depois ainda foi para Aquila e Ambruzzi, onde ele finalmente morreu.
A sua tumba em Aquila logo passou a ser um local de peregrinação e de muitos milagres. Ele foi um dos maiores missionários do 15° século e foi canonizado apenas 6 anos após a sua morte. Ele é chamado de "Pregador do Povo" porque seus sermões eram cheios de vívidos exemplos populares, desde a historia de um solteirão até a de uma dona de uma casa de modas.
São Bernardino certa vez escreveu:
"Tantas são as criaturas que servem a Deus quanto são as servem a Maria".
São Bernardino é representado na arte litúrgica da Igreja como um velho franciscano segurando um cartão com o sinal IHS com raios saindo do cartão. Pintores Medievais e da Renascença o pintam com olhos de fogo. Outros mostram ele pregando na Praça de Siena e ainda outros o mostram com uma bandeira com as iniciais IHS ou com três mitras aos seus pés, lembrando o bispado que ele recusou.
(1) - O  "Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem" é obra de São Luís Maria Grignion de Montfort (1673 - 1716) e que cita amplamente belíssimas considerações a respeito da Virgem Santíssima em sua obra. Sabemos, entretanto, que São Bernardino de Sena possui obras em latim, às quais não timemos acesso, até o momento em que compilamos este texto, cuja fonte consta abaixo.
Fonte: Cadê meu Santo
 
                                           Vídeio Canção Nova, sobre São Bernardino de Sena:
........................
 

http://www.totustuusmariae.com.br/?cat=4&id=302




Artigo Visto: 2307